Sábado, 28 de Maio de 2022
Geral

Fenômeno

Moradores se surpreendem com nuvens coloridas no céu

Segundo especialista, formação é conhecida como iridescente, considerada relativamente rara

Foto: Reprodulção/Nêuda Mendes
post
Nuvem colorida vista no fim da tarde em Barro Alto - Goiás

23 janeiro, 2022

Resgatando uma atividade quase “esquecida” em meio a tantas telas e distrações, alguns goianos olharam para o céu no fim da tarde de sábado (22/1) e foram presenteados com um fenômeno pouco comum. Eles registraram nuvens coloridas em Itaguari, no noroeste goiano, e Barro Alto, no centro do estado. Longe de ser uma ilusão, elas são documentadas pela meteorologia como nuvens iridescentes. Gerente do Centro de Informações Meteorológicas e Hidrológicas do Estado de Goiás (Cimehgo), André Amorim explicou que elas são “relativamente raras”.“Esse fenômeno acontece com nuvens pouco espessas, como a cirrucumulos. Os raios do sol passam pelos pequenos cristais de gelo delas e a luz ‘se divide’. É como se fossem se acendendo, ganhando esse brilho”, descreveu. Também de acordo com ele, todas as nuvens têm cristais de gelo, mas quando são muito densas, os raios do sol não conseguem penetrar na mesma forma. André disse ainda que o fenômeno também depende um pouco da posição da nuvem, que costumam ser bem altas. Um dos privilegiados com essa vista foi o agricultor André Luiz Procópio. Ele disse que estava fazendo silagem de milho quando olhou para o céu e se admirou com o fenômeno. “Na hora, eu fiquei surpreso por ver aquela nuvem colorida daquele jeito. Achei muito linda”, comentou. A professora Nêuda Mendes, que mora em Barro Alto, estava chegando à casa da sogra quando ganhou a surpresa. Ela não pensou duas vezes e chamou a família inteira para compartilhar o momento. “Ficamos encantados! Corri para dentro da casa para contar à minha sogra, esposo, cunhados, sobrinhos. Alguns saíram para a rua comigo e ficamos admirando o espetáculo perfeito que durou uns 15 minutos. Em seguida, a nuvem começou a se desfazer e foi perdendo o tom”, lembrou.