Domingo, 19 de
Maio de 2024
Estado

Alerta

Detran/TO alerta: 30 de abril é o prazo final para que os motoristas com CNH vencendo entre os meses de julho e dezembro façam o toxicológico

Na região Norte 194 mil motoristas estão com o exame pendente, no Tocantins mais de 25 mil condutores ainda precisam realizar procedimento

Fotos / Créditos: Felix Carneiro/Governo do Tocantins
post
Condutores das categorias C, D e E devem fazer o teste em um laboratório credenciado

22 abril, 2024

De acordo com o escalonamento definido pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), o prazo para que motoristas das categorias C, D e E, que ainda não realizaram o exame toxicológico, e estão com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) vencendo entre julho e dezembro têm até 30 de abril para fazerem o teste. O prazo para o primeiro grupo de condutores das categorias citadas acima com vencimento da CNH entre os meses de janeiro e junho, terminou em 31 de março. Com a medida, aqueles com exame toxicológico vencido por mais de 30 dias serão multados a partir de 1º de maio, caso a validade da CNH expire entre janeiro e junho, ou a partir de 31 de maio, para os condutores com CNH vencendo entre julho e dezembro.

Balanço

De acordo com dados da Secretaria Nacional do Trânsito (Senatran), em todo o Brasil 3,4 milhões de motoristas ainda não realizaram o exame. Na região Norte são 194 mil condutores com exame pendente. No Tocantins 25,8 mil condutores ainda precisam realizar esse procedimento. O exame é obrigatório para motoristas das categorias C, D e E.

 Multa

O Departamento Estadual de Trânsito do Tocantins (Detran/TO), alerta os condutores tocantinenses que trafegar com o exame toxicológico vencido é infração de trânsito de natureza gravíssima, o que acarreta uma multa no valor de R$ 1.467 e sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), conforme o art.165 do CTB. Em caso de condutores reincidentes, a autuação será de sete pontos na carteira e o valor da multa é de R$ 2.934,70, além da suspensão do direito de dirigir por dois anos. O exame toxicológico deve ser feito em clínicas credenciadas. Amostras de cabelo, pele ou unhas podem ser usadas no teste, que identifica se o condutor fez o uso de alguma substância proibida, como drogas. A validade é de dois anos e seis meses. Se o exame der positivo, o motorista tem o direito de dirigir suspenso e fica impedido de emitir ou renovar a CNH por 90 dias.

Consulta ao exame toxicológico

Para os condutores que desejam saber se o prazo do exame está vencido, a consulta pode ser feita pelo aplicativo da CNH digital. Ao abrir o app, o usuário deve clicar em “condutor”, logo em seguida, no canto inferior esquerdo, em “Acessar a CNH”. Depois, desliza a tela até para o lado direito até o final e encontrará a opção “exames toxicológicos”, onde poderá ver a validade do seu exame.

E se o condutor não quiser fazer o exame?

O condutor que não quiser realizar o exame toxicológico, terá que obrigatoriamente efetuar o processo de rebaixamento da CNH para a categoria B, que não precisa do exame. Ao optar por rebaixar a categoria da CNH para a B, o interessado deve procurar uma das unidades do Detran/TO e abrir um processo de renovação. Através deste processo o condutor, no momento da avaliação médica, vai informar ao médico o interesse em rebaixar a categoria. O órgão executivo de trânsito frisa que uma vez feito o rebaixamento, o condutor só poderá solicitar uma nova categoria mediante abertura de um novo processo.

Laboratórios

Para realização do exame os condutores devem ir diretamente a um dos laboratórios credenciados junto ao Detran/TO. A lista completa dos laboratórios habilitados no Tocantins pode ser encontrada aqui. Após realizar o exame o condutor deve ficar atento ao lançamento dos resultados pelo laboratório através do aplicativo da CNH Digital. O prazo de validade do exame, depois de feito, é de 90 dias, se o laboratório não fizer o lançamento do resultado dentro desse prazo o condutor perde o exame e precisará fazer um novo.