Terça, 11 de Maio de 2021
Estado

Visita

Gracinha Caiado visita instituição multiprofissional de atendimento a crianças com autismo

No mês dedicado à conscientização do transtorno que atinge cerca de 2 milhões de brasileiros, o Governo de Goiás conhece de perto atuação de profissionais que prestam atendimento precoce à crianças

Fotos: Hegon Corrêa
post
No mês de conscientização do autismo, primeira-dama Gracinha Caiado visita clínica em Goiânia destinada ao atendimento precoce de crianças com até 6 anos de idade

17 abril, 2021

Goiânia (GO) - A coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS) e presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), primeira-dama Gracinha Caiado, visitou a unidade de atenção à criança com autismo, Clínica Teia, localizada no Setor Leste Universitário, em Goiânia. Com proposta de assistência multiprofissional, a instituição desenvolve trabalho dedicado ao atendimento precoce de crianças de 0 a 6 anos diagnosticadas dentro do Transtorno do Espectro Autista (TEA). “Não tenho como ficar distante de vocês”, afirmou Gracinha Caiado ao expressar apoio à causa. Durante a visita, realizada no mês de conscientização do autismo, Abril Azul, a coordenadora do GPS foi convidada a ser madrinha da clínica e disse que levará a proposta de parceria feita pela mantenedora da unidade, Associação de Gestão, Inovação e Resultados em Saúde (Agir), ao Governo de Goiás. “Tenho certeza de que vocês deram um grande passo, estou feliz de estar aqui e vou conversar com o governador sobre [a possibilidade de um] convênio”, afirmou. A demanda apresentada a Gracinha pelo superintendente executivo da Agir, Lucas Paula da Silva, envolve a participação de contrapartidas da União e do Estado para o funcionamento gratuito da instituição, atualmente ativa por meio de “doações, parceiros e outros recursos captados”. Em três semanas, já foram realizados 556 atendimentos, nos turnos matutino e vespertino. Ainda segundo o superintendente, o objetivo do convênio é ampliar a escala e investir em equipe para alcançar o atendimento de até 120 crianças ao mês, com um total de até 2,8 mil terapias a cada 30 dias. A proposta acompanha a possibilidade de levar o modelo a outras regiões do Estado e apresentar um resultado de protagonismo no Brasil com uma unidade viabilizada integralmente pelo SUS e apoio do governo federal. Neste sentido, Gracinha Caiado se prontificou a estreitar os laços entre os representantes da Clínica Teia e o secretário estadual da Saúde, Ismael Alexandrino, e também junto à primeira-dama do país, Michelle Bolsonaro, que atua em prol das pessoas com deficiência, e à ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves. “Hoje, eu diria que vocês fizeram a escolha certa em atender de 0 a 6 anos. Tudo tem que ser dado o primeiro passo. Vocês vão trazer independência para essas crianças e um pouco de conforto para essas famílias”, defendeu Gracinha ao lembrar os benefícios que o atendimento precoce pode gerar nestes casos. “Quando você vê que uma criança autista tem um atendimento diferenciado, ela consegue frequentar a escola e desenvolver melhor várias habilidades”, relatou.  A fala da primeira-dama sobre intervenção precoce foi reiterada pelo diretor-geral da unidade, Elieser Rangel. “Se a gente começa na maternidade, a criança vai com melhores condições para a escola e chega à fase adulta com autonomia”, afirmou. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 70 milhões de pessoas em todo o mundo são autistas. No Brasil, a despeito da inexistência de estudos científicos mais globais e densos, a estimativa é de que existam cerca de 2 milhões de pessoas com TEA.

Visita

A primeira-dama esteve nos diversos ambientes da clínica e foi recebida por mães e crianças. Entre as instalações visitadas, especialmente desenvolvidas para o cuidado com o autismo infantil, estão a ala destinada à psicologia, psicopedagogia, pedagogia, fonoaudiologia, playground, banheiros acessíveis, além da estrutura administrativa, composta por coordenação, copa e salas para o serviço administrativo. A comitiva também visitou a sala equipada para a modalidade de atendimento em Atividades da Vida Diária (AVD), em que as crianças são estimuladas a promover o autocuidado e a sala de treinamento parental. A Clínica Teia é uma instituição filantrópica que atende crianças e atua também no treinamento de responsáveis e familiares, bem como habilitação de profissionais que desejam atuar de forma a contribuir para uma melhor qualidade de vida e funcionalidade das crianças diagnosticadas com autismo. A proposta prioriza atendimento humanizado com o propósito não apenas de atenção à saúde, mas também para fortalecer aspectos como a inclusão e engajamento social.  A unidade iniciou os atendimentos em 23 de março deste ano. A previsão inicial era de receber os pacientes em dezembro do ano passado, mas em função dos protocolos de distanciamento social referentes ao enfrentamento da pandemia de Covid-19, houve adiamento. O local tem funcionamento entre 8h e 18 horas, de segunda a sexta-feira.  A clínica foi construída pela organização social (OS) Agir, gestora do Hospital Estadual de Urgências da Região Noroeste de Goiânia Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol) e do Centro Estadual de Reabilitação e Readaptação Dr. Henrique Santillo (Crer). Ao final da visita, a primeira-dama foi presenteada com uma pintura assinada pelo artista com autismo Augusto.  Também estavam presentes no local os superintendentes da Agir Sérgio Daher (Relações Institucionais), Claudemiro Euzébio Dourado (administrativo),  Dante Garcia de Paula (Gestão e Planejamento); e a coordenadora da Clínica Teia, psicóloga Nise Van Der Linden.

Fontes: Secretaria de Comunicação do  Governo de Goiás / www.poptvnews.com.br